DESTAQUES

27 de abril de 2017
Representante carioca Willyans Suhr vem se destacando na motovelocidade

Campeão no Kart, agora busca emoção nas duas rodas no cenário nacional

O jovem e talentoso piloto Willyans Suhr de 29 anos e pai do Lorenzo que hoje tem 1 ano e 6 meses de idade , “ele me motiva, busco sempre fazer o meu melhor para que ele um dia me veja como alguém que procura sempre fazer o melhor em tudo o que faz e que vê os obstáculos como um degrau para crescer e se superar”, orgulhoso falou representante do Rio, Willyans Suhr que em um passado recente conquistou diversos títulos no kartismo carioca, e um importante título em São Paulo, por sinal sua última conquista no kart.

De lá para cá foram alguns anos sem competir até que surgiu o interesse pelas duas rodos quando vendo os seus amigos dando os famosos “rolês” com as motos, conhecendo lugares bacanas, estando sempre reunidos e curtindo os brinquedos nos finais de semanas, acabou entrando nesse mundo e se apaixonando pela sensação de pilotar uma moto, “era muita potência e baixo peso, o entrosamento do piloto com a moto é muito maior que nas 4 rodas, pilotamos com todo nosso corpo”, declarou Suhr.

Mas o espírito competitivo lhe pregou uma peça, com alguns meses apenas sofreu um acidente, hoje sabe que foi por conta de sua inexperiência, falta de conhecimento técnico e perícia.  “Destruí minha Daytona 675 na famosa BR-040 onde muitos já perderam a vida, fiquei uns meses em casa e procurei me informar a respeito de cursos de pilotagem para motos, percebi que o negócio não é só acelerar e machuca tanto o corpo quanto o bolso risos”, falou Willyans.

Foi quando conheceu a Escola de pilotagem Helder Shad ministrada pelo multi campeão Helder Shad que com toda sua humildade já formou mais de 3 mil alunos pelo Brasil. “Aprendi coisas que nem imaginava sobre pilotagem e também sobre as motocicletas e pneus, aprendi a pilotar rápido e com segurança, acho que deveria ser obrigatório um curso destes para quem tem moto”. Continuou falando Suhr

 

Logo aprendeu a dominar seu “brinquedo”, e a pilotagem se tornou ainda mais prazerosa. “Comecei a passar motos mais potentes e superiores na pista e o espírito competitivo começou a acordar novamente”, disse Willyans

“A maioria dos alunos do Helder cria uma amizade com ele pelo seu carisma, e comecei a encher ele de perguntas e pesquisava sobre competições e etc, cada vez queria estar mais nas pistas e passar os outros pilotos”, comentou Suhr rindo.

Sabendo que ele disputava as 500 milhas de Interlagos formando uma equipe com mais 3 alunos da escola, focou nesse objetivo, em 2015 e 2016 ele conseguiu junto aos alunos a 2 colocação, e começou a treinar para conseguir uma vaga na equipe em 2017 e iniciar a sua carreira nas competições de motovelocidade, nesse meio tempo entrou para o time da escola e se tornou um de seus instrutores.

“Nas 500 milhas de 2017 nós competimos com uma BMW S1000RR de 200hp, mesmo com problemas na eletrônica conseguimos conquistara 2ª colocação na categoria força livre, foi minha primeira experiência numa competição, depois disso busquei apoios para participar do campeonato Mineiro, o GP Gerais, que inicia em maio. Com ajuda de grandes amigos e parceiros garanti minha vaga, e ainda, a participação na 1ª etapa do Superbike Brasil, o principal campeonato nacional, onde só a nata do motociclismo compete”.

A estreia foi excelente, conseguiu competir com pilotos que “moram” dentro de Interlagos, com motos infinitamente melhores, a de Suhr tem somente escapamento, vela e filtro, conseguiu virar um tempo excelente para uma moto original. “Sei que se não tivesse o receio de estragar o brinquedo $$$ e arriscar um pouquinho mais, viraria ainda mais baixo, largaram 38 motos nas 600c e garanti a 8ª posição na minha categoria”, disse orgulhoso o piloto.

“Com isso fico muito animado para disputar o Mineiro e representar o Rio de Janeiro com a equipe Afinity moto/Arashi escapamentos/Grid Pneus na categoria 600cc Pro AM, estamos fazendo melhorias na moto e acredito que tenho potencial para disputar a ponta e garantir mais um título para minha carreira, dessa vez nas 2 rodas”, concluindo sua façanha.
 

Criações de protetores de joelhos (raspadores)

“Quanto as proteções dos joelhos, são raspadores, os pilotos usam para que não danifiquem seus macacões pois tocamos com o joelho no chão para termos a noção de nossa inclinação nas curvas, resolvi inovar, criei a Project77 raspadores e produzir os raspadores em Poliuretano, para ter um raspador que deslize melhor e tenha uma durabilidade superior, hoje no Brasil já somos referência temos os raspadores mais duráveis e bem conceituados, diversos pilotos usam nossos produtos no Superbike Brasil”, apresentou Suhr.

 

As provas do SuperBike Brasil voltam a ser realizadas no dia 28 de maio, também em Interlagos. Ao todo, serão disputadas oito etapas até o final do ano para definir os campeões de cada categoria.

 

Texto: Luiz Pinheiro
Fotos: Geraldo Carvalho/Thiago Sampaio-Divulgação
Assessoria de Comunicação – Velocidade Total
velocidadetotal@globo.com
Tels.: (24) 99267-7485 – (24) 2237-6109