DESTAQUES

10 de agosto de 2017
Penalização tiram chances de Sinder Bitton Neto de disputar o Titulo do Brasileiro.

Sinder Bitton esteve sempre os mais rápidos durante as disputas no Beto Carrero

52ª edição do Campeonato Brasileiro de Kart foi realizado no Kartódromo Beto Carrero, localizado na Cidade de Penha no Estado de Santa Catarina.

Realmente foi uma pena, andando sempre entre os mais rápidos nos treinos, e por um erro dos comissários desportivos da CBA, em penalizarem o piloto carioca Sinder Bitton Neto ( Parmê – Mapma Seguros – Academia Desperta – ONS – Birel Sudam ), fazendo o largar na final na 31 posição, por causa dos comissários interpretarem que o para-choque de ferro do Kart na categoria F4 Graduados, estar oferecendo perigo aos demais concorrentes, pois alegaram que estava um pouco dobrado para cima, coisa que não oferecia perigo aos demais concorrentes, pois estava totalmente preso, tanto é que quando paramos no parque de manutenção por ordem da direção de prova, seu mecânico não mexeu em nada, onde voltou para corrida e ninguém falou nada.

Erros como esse acabam tirando todo um trabalho de preparação e investimento durante todos esses meses, e comparado com que vimos, como atitudes antidesportivas, durante todas as provas e muitas atitudes passaram sem se quer serem advertidas, foram tomadas decisões totalmente equivocadas prejudicando muito os pilotos e ao andamento das provas.

“Agora é continuar treinando com a mesma dedicação, participando do Campeonato Carioca e da Copa São Paulo Light, e quem sabe ter uma sorte melhor na Copa do Brasil, que será disputada no mês de Outubro no Kartódromo Paladino, mas Deus é justo, nos despedimos do 52 º Campeonato Brasileiro de forma digna, largando da 31ª posição e chegando na 10ª posição, fazendo uma corrida linda, digna de um Campeão, fazendo 21 ultrapassagens em 17 voltas”, desabafa o piloto carioca Sinder Bitton Neto.

 

Texto: Assessoria
Fotos: Luiz Pinheiro / Velocidade Total