DESTAQUES

20 de agosto de 2020
O segredo da melhor idade da Fórmula 1 e da Stock está no pódio das corridas

Cerca de 70% dos pilotos da atual temporada de Fórmula 1 são mais jovens e têm idade abaixo dos 30 anos. Já na Stock, a principal categoria do automobilismo brasileiro, a situação é praticamente inversa, onde os maiores de 30 anos representam aproximadamente 70% contra 30% dos novatos.

 

 

Apesar destas diferenças, nos seis GPs realizados da F-1 neste ano e nas duas primeiras corridas do Brasileiro de Stock 2020, uma coisa é idêntica: na hora do vamos ver, seja por ter o carro mais competitivo ou por muito mais tempo de corridas, a experiência tem falado bem mais alto no pódio das duas categorias.

 

Na atual temporada de F-1, dos 18 lugares ocupados nos pódios pelos três primeiros classificados dos GPs, 10 foram obtidos por pilotos com mais de 30 anos, apesar de ter 14 pilotos abaixo dessa idade entre os 20 participantes do Mundial. Na Stock, com apenas 8 pilotos dos 25 inscritos ter menos de 30 anos, apenas 1 deles subiu no pódio das duas corridas de Goiânia.

 

Foi o jovem Bruno Baptista, de 23 anos, que chegou em terceiro lugar na segunda prova, depois de largar dos boxes. Ele dividiu o pódio com o vencedor Rubens Barrichello, de 48 anos e o segundo colocado, Nelson Piquet Júnior, de 34 anos. Média de idade do pódio: 33 anos.

 

Sem um jovem entre os três primeiros da segunda corrida, em Goiânia, a média de idade da prova inaugural do pódio de Stock foi de 41 anos. O vencedor foi Ricardo Zonta (44), seguido por Alan Khodair (39) e Ricardo Maurício (41). Contando os dois pódios, até agora, a idade média dos melhores pilotos da Stock é de 37 anos.

 

Já a média de idade entre os pilotos que frequentaram os pódios dos 6 GPs da Fórmula 1 é de 28 anos, 9 a menos do que a categoria brasileira. Só que na primeira prova, no GP da Áustria, com a vitória de Valtteri Bottas (31 anos), o segundo lugar de Jos Verstappen (22) e o terceiro de Charles Leclerc (22), a média foi de apenas 24 anos.

 

Pelo andar da carruagem, quase impossível de ser baixada nos demais GPs de F-1 do ano, já que em quatro dos seis pódios, até agora, os pilotos presentes foram Lewis Hamilton (35 anos), Botas (31) e Verstappen (22), sempre com a elevada média de 29,33 anos, ou seja, pertíssimo dos 30 anos.

 

E, se na Fórmula 1, com mais jovens tá assim, imagine nas duas etapas do Campeonato Brasileiro de Stock que serão realizadas neste final de semana em Interlagos, onde amanhã (sexta-feira, 21/08), a partir das 10 horas, começam os treinos extraoficiais. As duas provas de classificação e a corrida do sábado serão transmitidas pela Sportv2 e a corrida do Milhão, no domingo, pela TV Globo. Será que idade não tem mesmo documento? Nessa atual fase do automobilismo, a identidade mesmo só tá valendo para maiores de 30 anos.

 

Este será o programa das duas etapas em Interlagos, neste final de semana:

Sexta (21/08):

10h00: 1º treino do 1º grupo (30 minutos)

10h40: 1º treino do 2º grupo (30 minutos)

14h00: 2º treino do 1º grupo (30 minutos)

14h40: 2º treino do 2º grupo (30 minutos)

Sábado (22/08) – 2ª etapa

09h00: Classificação para o grid de largada (32 minutos)

10h57: Volta de apresentação

11h00: Largada para 40 minutos de prova + 1 volta

Domingo (23/08) – 3ª etapa (Corrida do Milhão)

08h15: Classificação para o grid de largada (32 minutos)

10h10: Volta de apresentação

10h13: Largada para 40 minutos de prova + 1 volta

 

 

Charles Marzanasco Filho
Fotos: Carsten Horst (divulgação)