KART

20 de julho de 2010
Kart: João Pedro Custódio subiu no pódio e conquistou seu melhor resultado em Campeonao Brasileiro

5º lugar na Super Cadete foi extremamente positivo.

Ainda que não conquistado o título pretendido, o goiano João Pedro Custódio (Pivot Máquinas Agrícolas e Sistemas de Irrigação | Ford – Navesa | AGEL – Governo de Goiás | Kart Mini | Sport Wear by ULV) disputou na última semana, de 12 a 16 de julho, seu melhor Campeonato Brasileiro de Kart. A competição foi realizada no Kartódromo de Interlagos, zona sul de São Paulo, e Custódio a disputou em duas categorias, obtendo um 5º lugar na Super Cadete, o que lhe deu o direito de subir no pódio.

Em todos os treinos oficiais João Pedro mostrou que seria um dos pilotos com chances de subir no pódio em suas duas categorias, Cadete e Super Cadete. Na tomada de tempos da Super Cadete João Pedro conquistou o 6º lugar dentre 20 pilotos e, com um chassi e motor muito bons, terminou a 1ª classificatória em 8º depois de largar mal, cair para 13º e marcar a melhor volta da prova. Na 2ª classificatória pulou para 3º ainda na primeira curva, mas um incidente na primeira volta, no fim da reta dos boxes, o tirou da corrida e ainda o deixou com escoriações no braço direito.

Na Pré-Final, depois da soma dos pontos das duas corridas anteriores, Custódio largou em 13º, fez boa prova e terminou em 8º. Na Final, desanimado por várias situações acontecidas na pista e na vistoria técnica nas provas anteriores, terminou em 5º, garantindo um lugar no pódio da Super Cadete. “Com certeza, se nenhum imprevisto tivesse acontecido este Brasileiro teria um resultado mais positivo na Super Cadete.

O César e o Samuel Mittag nos entregaram um ótimo motor, e o Miguel e o Chapinha foram supremos em sua dedicação. A ajuda do Alvino foi muito importante”, agradece Geovane Gonçalves, pai de João Pedro. “Este foi o melhor resultado do João Pedro em Brasileiros e isto tem muita relevância”, emenda.

João Pedro Custódio teve prejuízos também na Cadete, desde a formação dos grupos nos treinos e tomadas de tempo até o primeiro motor que recebeu da organização. “Nosso motor era o de número 282, o mesmo que na Codasur foi usado por um grande piloto da categoria e que não conseguiu andar bem. Ele virava dois segundos pior e neste Brasileiro este motor caiu para o João Pedro”, reclama Geovane. “E nos treinos e tomada de tempos ficamos no grupo 1, o mais lento sempre, o que deixou o João Pedro em 19º dentre 43 pilotos”, completa.

Motor trocado, agora por um com um rendimento melhor – mas ainda não o desejado -, João Pedro superou 13 pilotos na 1ª classificatória e terminou-a em 6º. Um incidente à sua frente na 2ª classificatória o jogou para último, mas com boa recuperação João Pedro terminou em 7º.

O motor, ainda fraco, e sua condição psicológica – ainda estava abalado pelo acidente do dia anterior, quando machucou seu braço – fez de João Pedro outro piloto na Pré-Final e Final da Cadete. E, por isso, ao fim de 15 voltas, o goiano finalizou em 17º o Brasileiro na Cadete. “Acredito que tenha faltado uma posição de melhor visibilidade para os Comissários Desportivos, como uma torre de observação, por exemplo.

Faltou rigor nas decisões, algo importante em qualquer competição, ainda mais em um Brasileiro”, aponta Geovane.

O balanço final, no entanto, foi positivo, segundo Geovane Gonçalves. “O João Pedro subiu no pódio e isto é de suma importância em um evento tão disputado e equilibrado. E este Brasileiro foi importante no desenvolvimento de meu filho como piloto. Devo agradecer a Deus por nada de grave ter acontecido ao João Pedro e a todos os outros pilotos. As corridas de kart sempre mostram acidentes fortes e, graças a Deus, ninguém se machucou em Interlagos”, diz Geovane.

Este foi o último Campeonato Brasileiro de João Pedro Custódio (Pivot Máquinas Agrícolas e Sistemas de Irrigação | Ford – Navesa | AGEL – Governo de Goiás | Kart Mini | Sport Wear by ULV) com os motores Honda 4 tempos, já que em 2012 ele será promovido à Júnior Menor. E, depois de 86 eventos e 182 baterias disputadas em sua carreira iniciada na categoria Mirim, o próximo compromisso de João Pedro será justamente outro nacional, a Copa Brasil, que será disputada em Imperatriz (MA) em outubro.

KG COM Assessoria de Comunicação – Erno Drehmer
Foto: Divulgação