GERAL

19 de maio de 2017
Jovens pilotos da Academia Shell participam de teste da Fórmula Vee em Interlagos

Diego Ramos

Destaques no kart nacional, Diego Ramos e Felipe Baptista terão experiência com um carro de fórmula na capital paulista

Correr em Interlagos e ainda por cima em um carro de fórmula. Esse, talvez, seja o sonho de qualquer piloto do automobilismo, principalmente dos mais novatos. Sonho? Muito pelo contrário. Essa vai ser a realidade vivida por Diego Ramos e Felipe Baptista, duas jovens promessas da Academia Shell Racing, nesta quinta-feira, no autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP). Afinal, eles vão ter a oportunidade de testar em uma das pistas mais famosas do mundo com carros da Fórmula Vee.

Ramos e Baptista, de 15 e 12 anos, respectivamente, têm se destacado na disputa da Copa São Paulo Light, na categoria júnior, e estão entre os líderes da temporada. No último fim de semana, ambos participaram da quarta etapa do campeonato, em Aldeia da Serra (SP). Mas agora, a experiência será outra.

“Vai ser meu primeiro contato com um fórmula. É muito legal poder dar voltas em um carro como esse para conseguir entender a mecânica. Vamos ver como vai ser. É tentar aproveitar ao máximo, observar como funciona o carro e autódromo pilotando um fórmula. Além disso, testar logo em Interlagos, que é uma das pistas mais difíceis no Brasil… Tomara que dê tudo certo e que eu não faça nenhuma besteira”, declarou Felipe Baptista.

Enquanto isso, Diego Ramos terá sua segunda oportunidade com um carro desse tipo na principal pista do país em menos de um mês. Na última etapa da F-3 Brasil na capital paulista, nos dias 5 e 6 de maio, ele chegou a dar algumas voltas no circuito com um modelo da categoria. E boas lembranças não faltam.

“Foi uma experiência muito boa. O carro da F-3 é animal, top. Agora, vamos testar com um carro da Fórmula Vee, que eu nunca andei. Vamos ver como será essa experiência. Vai ser muito bacana”, avaliou o jovem.

“Andar em Interlagos é muito legal, principalmente fazer o “S” do Senna”, completou.

A Fórmula Vee é considerada uma das principais categorias de automobilismo do mundo, com campeonatos em 14 países. Introduzida no Brasil em 1964, a categoria voltou ao país em 2011 após um hiato de 30 anos.

 

Sobre a plataforma da Raízen em motorsport:

A Raízen, por meio da marca Shell, promove a maior plataforma de patrocínio em esporte a motor no Brasil, a Academia de Pilotos Shell Racing. A marca apoia oito pilotos entre as modalidades do kart, Brasileiro de Turismo, Stock Car e Porsche Império GT3 Cup. O projeto está em linha com a estratégia global da marca, que, além do mais longevo patrocínio do automobilismo mundial com a Scuderia Ferrari na F1, está presente na Nascar, Indycar, V8 Australiana e Campeonato Mundial de Endurance.

 

Sobre a Raízen:

A Raízen se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 24 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,1 bilhões de litros de etanol por ano, 4,5 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25,2 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.


Texto: Assessoria
Foto: Divulgação