GERAL

7 de julho de 2017
Di Grassi comemora entrada oficial da Audi na Fórmula E

Brasileiro Lucas di Grassi, que defende há cinco anos a marca das quatro argolas,
aposta no crescimento do time em investimento e desempenho

Da aposta vencedora de 13 edições das 24 Horas de Le Mans com a tecnologia híbrida, a Audi passa a se comprometer 100% com a tecnologia movida a eletricidade ao anunciar, nesta sexta-feira (7), que assume o controle da equipe ABT no grid da Fórmula E a partir da próxima temporada.

A equipe passará a se chamar Audi Sport ABT Schaeffler e o início da parceria já tem data marcada: 2 de dezembro em Hong Kong, na abertura da temporada 2017-2018. A Audi tem seu nome na equipe alemã desde o primeiro campeonato da categoria, em 2014, e teve, no brasileiro Lucas di Grassi, a primeira vitória da história da Fórmula E.

A marca intensificou a parceria com aporte financeiro e técnico. Agora, o passo final foi dado em fazer o time se tornar uma equipe 100% de fábrica.

“Muito importante essa mudança que está acontecendo. Como equipe, a ABT e a Schaeffler deram muitos resultados positivos, porém ainda não era uma equipe de fábrica, apesar de a Schaeffler ter feito um excelente trabalho. Agora mudamos de nível”, destsaca Lucas di Grassi.

Para o brasileiro, que defende a marca desde o final de 2012 conquistando vitórias no Campeonato Mundial de Endurance e também na Fórmula E, o sentimento só pode ser de otimismo. “A Audi muda de estratégia, partindo dos híbridos para os elétricos e torna-se a primeira montadora alemã a se comprometer com a Fórmula E. Isso deve gerar um efeito dominó, já que outras fabricantes devem entrar também, e sem dúvida isso vai representar, no nosso caso, uma melhora significativa de desempenho para os próximos anos – por causa de investimento, know-how, várias outras coisas”, enumera.

Lucas comemora o anúncio. “Do meu ponto de vista, é uma excelente notícia. Estou muito feliz que a Audi esteja 100% comprometida com a Fórmula E e enxergue a categoria como o futuro. Para mim, que sempre acreditei na Fórmula E desde o início, é sempre motivo de alegria ver montadoras se juntando”, afirmou.

“Agora, no caso da Audi, isso torna tudo mais especial, já que estou com a marca desde 2012 como piloto de fábrica e continuar com a Audi Sport é excelente. Agora temos mais chances de desenvolver um equipamento melhor e lutar por mais vitórias e títulos”, concluiu o brasileiro, que retorna à ativa no final de semana dos dias 15 e 16 de julho com a etapa dupla de Nova York da Fórmula E.

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação