KART

4 de fevereiro de 2019
Com três novos representantes, Academia Shell Racing estreia com vitória na temporada 2019

Lucas Staico, Richard Annunziata e Aurélia Nobels se juntam a Gabriel Crepaldi e reforçam o elenco em 2019

Com três estreantes e um “veterano”, a Academia Shell Racing voltou às pistas neste sábado (2), no Kartódromo Ayrton Senna, em Interlagos, para a disputa da primeira etapa da Copa SP Light de Kart. Lucas Staico estreou em grande estilo vencendo as duas provas da categoria Júnior.

Na primeira bateria, Lucas partiu da quarta posição e logo pulou para terceiro. Em poucas voltas, o piloto do kart #11 já era o segundo colocado, pressionando o líder.  Na metade final da prova, Lucas fez bonita ultrapassagem para assumir a liderança e vencer a primeira do dia.

Como o regulamento prevê a inversão das cinco primeiras posições para a largada da segunda corrida, o piloto mineiro largou em quinto lugar e manteve a posição. No fim da segunda volta, o competidor de 14 anos já aparecia no segundo posto disputando a liderança da corrida. Três giros mais tarde, ele faz a ultrapassagem, abre uma boa distância e triunfa mais uma vez.

Gabriel Crepaldi, que inicia sua segunda temporada representando a Academia Shell, estreou na categoria Graduados e conquistou dois bons resultados. Após largar em nono na primeira bateria, o paulista de Birigui escalou o pelotão para chegar em um bom quarto lugar. Na disputa seguinte, o piloto de 14 anos partiu do segundo posto e terminou a corrida novamente na quarta posição, consolidando-se como o melhor estreante na categoria Graduados.

Richard Annunziata, que também disputa a categoria Graduados, largou no quarto lugar na corrida um, posição que manteve por boa parte da prova. Após ser ultrapassado pelo companheiro de Academia Shell, o piloto de Jundiaí (SP) permaneceu na quinta posição até o fim da prova. Na segunda bateria, o piloto de 17 anos largou na pole, mas acabou envolvido em um acidente e não conseguiu terminar a prova.

Aurelia Nobels, primeira mulher a integrar a Academia Shell, também não teve sorte. Após fazer uma boa tomada de tempo e alinhar o kart #107 na sétima posição da categoria Júnior Menor, no total de 23 competidores, a estreante do dia acabou sendo atingida por adversários que disputavam posição logo à sua frente, nas primeiras voltas das duas baterias, ocasionando seu abandono em ambas as disputas.

A próxima etapa acontece no dia 23 de março, no Kartódromo Aldeia Serra.

O que eles disseram:

“Estou muito feliz com minha estreia na Academia Shell, acho que foi positiva. Consegui me adaptar muito bem ao kart e conseguimos achar o acerto ideal para as corridas de hoje. Foram duas provas parecidas, larguei atrás e vim escalando o pelotão, esperando sempre o momento certo para ultrapassar. Foi um dia muito bom, estou feliz.”
Lucas Staico

“Acho que foi um bom começo, consegui ser o melhor novato da categoria nas duas provas. Na primeira corrida, larguei em nono e logo fui para sétimo, com um bom ritmo. Na sexta volta, assumi a quarta posição, abri em relação ao quinto e comecei a poupar pneu. Na segunda bateria, larguei em segundo e cai pra quarto, posição que mantive até o fim. Quero agradecer a todos da minha equipe e a Academia Shell pelo apoio dedicado.”
Gabriel Crepaldi

“Estou muito contente em defender as cores da Shell. Espero fazer uma grande temporada, conquistando muitas vitórias e títulos. Fiz um bom treino e consegui alinhar o kart em quarto lugar para a primeira corrida e terminei em quinto. Senti que meu estilo casou bem com a equipe e isso será muito importante para o restante do ano.”
Richard Annunziata

“Consegui ir bem na classificação, fazendo o sétimo melhor tempo. Mas, infelizmente acabei sendo tocada na largada e tive que largar do último lugar na corrida dois e acabei sendo tocada novamente. Tenho ótimas expectativas para essa temporada, estou muito feliz em fazer parte da Academia Shell, é um sonho que estou realizando.”
Aurelia Nobels

“Acho que foi uma grande etapa de estreia, nossos pilotos subiram de categoria e conquistaram bons resultados. Tenho total confiança que esses competidores darão muitas alegrias para a Academia Shell nessa temporada. Começar o ano com vitória é sempre bom e nos da confiança para a temporada. É isso aí.”
Onassis de Souza, chefe da equipe

Confira o perfil de cada piloto:

Gabriel Crepaldi

14 anos (18/05/2004, em Birigui – SP)
Campeão do Open do Brasileiro de kart, em 2014 (categoria Cadete)
Bi-campeão do Super Kart Brasil SKB, em 2015 (categoria Cadete)
Campeão do torneio classificatório para o Skusa, em 2016 (categoria Júnior Menor)
Campeão Copa SP Light, em 2018 (categoria Júnior)
Campeão Copa KGV, em 2018 (categoria Júnior)

Lucas Staico

14 anos (11/01/2005, em Belo Horizonte – MG)
Bi campeão sul-americano 2015/2016 (categoria Cadete)
Tri campeão Copa Brasil 2015/2016/2018 (categorias Cadete/Júnior Menor)
Campeão Paulista 2017 (Júnior Menor)
Bi Campeão Copa São Paulo Light 2017/2018 (Júnior Menor)
Tri campeão mineiro 2015/16/18 (categorias Cadete/ Júnior Menor)
Campeão Paranaense 2016 (categoria Cadete)

Richard Annunziata

17 anos (28/01/02, em Jundiaí- SP)
Campeão Copa Skin Kantan 2016 (categoria Júnior)
Campeão da Copa SP Light 2018 (categoria Novatos)
Campeão da Copa KGV (categoria Novatos)
Campeão Copa Brasil (categoria Novatos)

Aurelia Nobels

12 anos (07/01/07, em Boston – EUA)
estreou no kart em 2018
Oitava colocada na Copa SP Light (categoria Júnior Menor)
13ª colocada no Campeonato Brasileiro (categoria Júnior Menor)

Sobre a Raízen:

A Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 26 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano, 4,2 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação