GERAL

17 de janeiro de 2022
CBA: Gestão Giovanni Guerra completa primeiro ano de mandato

Veja como foram os primeiros 12 meses de Giovanni Guerra como presidente da CBA.

“Estamos avançando”. É assim que o goiano radicado no Maranhão, Giovanni Ramos Guerra, define seu primeiro ano como presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo. Refratário a promessas, este ex-kartista de 62 anos prefere mostrar resultados e, nesse sentido, tem um significativo elenco de realizações nestes primeiros 12 meses.

“Com as graças de Deus, estamos conseguindo ampliar as atividades da CBA de maneira bem consistente. De forma bem transparência e com muito diálogo, todas as modalidades do automobilismo estão sendo contempladas com a dedicação de toda uma equipe. É verdade que temos muito ainda a fazer, mas humildemente estou muito feliz pelos avanços que já computamos”, disse o fundador e ex-presidente da Federação de Automobilismo do Estado do Maranhão.

Para o dirigente, nenhuma região do Brasil pode ficar de fora quando se pensa em automobilismo no Brasil, da mesma forma que toda modalidade tem de ser trabalhada com o mesmo profissionalismo. “É claro que o Brasil é gigantesco, com diferenças muito visíveis de região para região, porém, temos de integrar o país pelo esporte e levar dignidade onde quer que se pratique automobilismo. E onde não há essa prática, temos de incentivar para que aconteça”, disse Giovanni Guerra, que tem percorrido diversos estados para buscar parcerias de modo a ampliar regionalmente as atividades.

Nesse sentido, enaltece a parceria com as federações estaduais, cuja colaboração tem sido fundamento para a implantação dos diversos planos de trabalhos, independentemente de região ou posição eleitoral no último pleito. “É um círculo virtuoso, todo mundo remando na mesma direção e colhendo os frutos do desenvolvimento que tanto buscamos”, festejou o cirurgião-dentista de profissão, para quem diálogo e transparência são as ferramentas necessárias para que quaisquer arrestas sejam aparadas. Dentre os principais avanços, merecem destaque:

Transparência
Adoção de um aprimorado modelo de cobrança de taxas técnicas, de forma mais justa e transparente, no sentido de não haver discrepâncias nos valores. Como o novo sistema, foi estabelecida uma rigorosa proporcionalidade para a inclusão e manutenção dos campeonatos no calendário nacional.

FIA Regional CUP de Kart
O Brasil será sede da nova competição da FIA Karting, a FIA Regional CUP, para piloto da América do Sul, América Central e África. Serão três etapas, cada uma em um dos três kartódromos brasileiros homologados pela FIA Karting: Birigui (SP), Imperatriz (MA) e Conde (PB).

Campeonato do Nordeste de Kart
A competição foi criada com o objetivo de incluir a região no calendário nacional do kartismo e desenvolver a modalidade no Nordeste. A primeira edição teve etapas em Sergipe, Ceará e Paraíba e novidades serão implantadas na edição 2022, tais como a inclusão de novas praças, a integração dos regulamentos às novas normas do Regulamento Nacional de Kart e diversificação das categorias. Além da participação entusiasmada das federações nordestinas, equipes e pilotos, a iniciativa marcou a criação da CNK Norte-Nordeste, “braço” interestadual da Comissão Nacional de Kart chefiado por Roberto Guimarães Pessoa Junior, responsável por parcerias técnicas e desportivas para minimizar custos e estimular a participação de kartistas da região.

Copa Norte-Nordeste de Arrancada
Criada para valorizar a prática da modalidade nas regiões Norte e Nordeste, a competição foi disputada em etapa única no Maranhão – supervisionada pela Comissão Nacional de Arrancada e Drift, presidida por Adalberto Monteiro.- e comprovou o potencial de crescimento nas diversas categorias. A Copa teve também um papel estratégico, pois foi o primeiro passo para o novo Campeonato Brasileiro de Arrancada, meta da Gestão, a ser implantado brevemente.

Fórmula 4 Brasil
Implantação no Brasil da categoria FIA Fórmula 4, por meio de gestões junto à FIA, o que compreende regulamentar a categoria, homologar equipamento e definir com o fabricante eventuais adaptações para as necessidades brasileiras. O passo seguinte foi o estabelecimento de parceria com a Vicar, empresa promotora que já responde pela Stock Pro Series, Stock Series e Turismo Nacional, acrescentando agora em seu portfolio a competição de monopostos tão importante para o desenvolvimento do automobilismo brasileiro.

Velocidade na Terra
A temporada 2021 marcou o surgimento do novo Campeonato Brasileiro de Velocidade na Terra, que pela primeira vez foi realizado por uma empresa promotora, sob o comando de Gian Pasquali e Reck Jr., que firmou parceria coma Gestão Giovanni. A supervisão do Brasileiro é da CBA, por meio da Comisão Navional de Velocidade na Terra, presidida por Alexandre Vieira Martins.

Oficiais de Competição
Programa de treinamento, desenvolvimento e formação dos oficiais de competição para atuar em todas as competições sob a alçada da CBA de acordo com o que há de mais atual em termos de equipamento e normas da FIA. O programa compreende também eventuais substituições e/ou realocação de recursos técnicos e humanos.

Alcance Internacional
Valorização da CBA na FIA, com a eleição de Fabiana Ecclestone como vice-presidente para América do Sul, compondo a equipe do presidente Mohammed Ben Sulayem, retomada do assento no Conselho Mundial de Esporte a Motor e ampliação no número de representantes da CBA nas diversas comissões da FIA.

Recorde Mundial
A CBA estabeleceu o novo recorde mundial de inscritos em competição de kart. Foi no Campeonato Brasileiro de Kart de 2021, com a presença de 545 pilotos, superando o recorde anterior, que já era da CBA, de 522 pilotos em 2017.

CTDN
O Conselho Técnico Desportivo Nacional passou a ser um colegiado com vários membros oriundos de áreas representativas do automobilismo, cabendo a presidência ao ex-piloto Fábio Greco e tendo como demais membros Carlos Montagner, Nestor Valduga, Haroldo Scipião e Eduardo Polati. A medida teve como objetivo substituir o modelo anterior de decisões monocráticas.

CNK
Presidida por Rubens Carcasci, a Comissão Nacional de Kart passou a ser um colegiado formado por Rodrigo Piquet, Nilton Amaral (New), Marcelo Motta e Ricardo Molina. Conta também com equipe de trabalho permanente: Molina, Jéssica Nacagome, Roberto Guimarães Pessoa Junior (Norte/Nordeste) e Fernanda Gonçalves. A ampliação do quadro foi necessária não apenas para substituir o modelo anterior de decisões monocráticas, como também o aumento na quantidade de competições sob a responsabilidade da CNK.

Festa dos Campeões CBA
Retomada de Festa dos Campeões CBA, após uma ausência de 13 anos, agora com o apoio do BRB e em parceria com o Capacete de Ouro, premiando mais de 340 esportistas de Velocidade do Asfalto, Kart, Rally, Velocidade na Terra e Arrancada.

Assessoria: CBA