GERAL

15 de janeiro de 2021
Casarini, Kern e Domenech têm desafio duplo na abertura da temporada da Gold Classic

Todos inscritos na Divisão 4, pilotos paulistas vão disputar primeira etapa do campeonato em Interlagos no sábado e as Mil Milhas do Brasil no domingo

O fim de semana de início das disputas da Gold Classic no Campeonato Interestadual de 2021 será de desafio em dose dupla para três dos quase 80 pilotos do grid. Os paulistas Denísio Casarini Filho, Mauro Kern Júnior e Ricardo Domenech vão participar no autódromo de Interlagos, em São Paulo, das duas corridas de 23 de janeiro, um sábado, todos inscritos na Divisão 4, categoria dos carros mais velozes previstos no regulamento. No domingo, dia 24, estarão também no grid de mais uma edição das Mil Milhas do Brasil.

Atual campeão do Rally dos Sertões na categoria dos UTVs, Deninho Casarini atuará na Gold Classic com o protótipo Aldee habitualmente utilizado por Marco Scalamandré e Rodrigo Garcia, ausentes do evento por questões de agenda. O VW Puma com que Casarini sempre atua nos eventos da categoria ainda não foi totalmente recomposto dos efeitos do acidente sofrido na etapa final de 2020 em que se envolveu casualmente com o próprio Garcia. Ele se inscreveu com o mesmo número 770 da dupla, na classe Premium da Divisão 4.

Gaúcho radicado em São Paulo, Kern volta ao grid da Gold Classic depois de procedimentos clínicos terem-no afastado da etapa final de 2020, também realizada em Interlagos. A ausência impediu-o de lutar pelo título da categoria Super Classic, que integrava o formato anterior do campeonato – ele era líder da tabela de classificação. Na corrida de janeiro em Interlagos, Kern estará na pista com o VW Puma número 12 da HT Guerra, uma das equipes com maior número de carros da categoria, também integrando a classe Premium da Divisão 4.

Domenech foi campeão do primeiro evento da Gold Classic, realizado em 2018 em Cascavel, na preliminar da Cascavel de Ouro. Formou dupla com Rafael Lopes, hoje piloto da Copa Truck e da Turismo Nacional. Na ocasião, época em que os eventos ainda não contavam pontos por classificação de campeonato, eles revezaram a pilotagem do GM Omega da RCT Racing Team. A equipe responde pela preparação do GM Opala número 17 com que Domenech vai disputar a temporada de 2021, também pela Divisão 4, mas na classe Stock.

Com 64 carros distribuídos nas divisões 1, 2, 3 e 4, a primeira etapa da Gold Classic será a atração principal da programação preliminar das Mil Milhas do Brasil. As duas corridas terão transmissão ao vivo do canal de YouTube “Acelerados”, que reúne 1,6 milhão de inscritos e tem seu conteúdo direcionado ao automobilismo e também ao mercado automotivo. A etapa terá ainda transmissão do canal BandSports, com a primeira corrida em VT e a segunda ao vivo, a partir das 16 horas do dia 23. A geração de imagens será da Master/CATVE.

AS MIL MILHAS

Deninho Casarini vai disputar as Mil Milhas pela Motorcar, formando trio com Carlos Antunes e Marcelo Campagnolo em um protótipo MRX. Mauro Kern, campeão brasileiro de Endurance e de corridas importantes como as 12 Horas de Tarumã, estará ao lado de Márcio Basso e Paulo Sousa no protótipo Tubarão da equipe gaúcha MC Tubarão. Ricardo Domenech vai pilotar na prova um Stock Car modelo GM Astra, inscrito sob o número 63, formando quarteto com Marcos Fernandes, Marcos Nascar e Rogério Barbato na equipe F&C Custom Garage.

A segunda edição desta nova fase das Mil Milhas do Brasil será disputada no domingo, com transmissão da primeira e da última hora de corrida pelo canal BandSports – horários serão anunciados na semana do evento. A expectativa da organização é de reunir 28 carros no grid. Uma das novidades do regulamento técnico é a admissão de carros com quaisquer especificações de pneus – na retomada de uma corrida com o percurso de mil milhas, em fevereiro de 2020, apenas carros com pneus slick de competição compunham o grid.

Texto: Assessoria
Foto: Divulgação